Ir para o conteúdo
Planos Odontológicos Saúde Bucal tratamentos odontológicos

Dentes desgastados: quais são as causas e como tratar esse problema?

Leitura: 8 min
74 visualizações

Com progressão lenta e indolor, os dentes desgastados afetam a estética do sorriso e, consequentemente, a autoestima de muitas pessoas. O desgaste nos dentes pode ocorrer em diferentes tipos e intensidade, de acordo com o fator causador do problema.

Entender o que está provocando o desgaste dentário é fundamental para buscar o tratamento adequado. Geralmente, é possível perceber que o dente está se desgastado tanto pelo seu formato quanto pela cor, uma vez que ele pode apresentar pequenas falhas, como se a ponta estivesse se quebrando aos poucos, e o esmalte também é danificado, gerando manchas.

Na atualidade, há diversas opções para reconstruir a estética dos dentes, permitindo que você volte a sorrir novamente. Quer saber mais? Confira, neste post, quais são os tipos e as causas de desgastes nos dentes!

Quais são os tipos de desgaste dentário?

O desgaste nos dentes é dividido em três tipos principais, sendo que cada um tem características específicas e, portanto, cada tipo exige um tratamento específico. Veja quais são os desgastes mais comuns.

Abrasão

Também chamada de atrição, é um desgaste frequente devido ao atrito que acontece entre os dentes superiores e inferiores no processo de mastigação. Apesar de alguma abrasão ser normal, nos casos mais graves ela pode levar à perda óssea e dentária.

O quadro causa prejuízo à estética e compromete o correto funcionamento dos dentes, pois pode destruir totalmente a coroa, o que requer um tratamento mais trabalhoso para que haja a recuperação dentária.

Erosão

Popularmente conhecida como corrosão, a erosão decorre de um processo químico, mas também pode estar relacionada a bactérias que agem danificando o esmalte dentário. Ela ainda pode surgir por conta de uma dieta rica em ácidos, encontrados em vinagre, refrigerantes, tomate e sucos cítricos.

Em alguns casos, a erosão aparece por causa da exposição a secreções gástricas e está associada a desordens alimentares, como anorexia, bulimia ou alterações no organismo, como doença renal crônica e refluxo gástrico. Tratamentos de radioterapia e a síndrome de Sjögren também contribuem para a erosão.

Abfração

Trata-se do desgaste que é causado pelo estresse oclusal acima do normal, ou seja, cerramento dos dentes. O excesso de pressão acaba rompendo os cristais do esmalte do dente, facilitando a erosão na área.

É comum que o problema acometa apenas um dente e pode causar retração gengival, de modo a expor a raiz e desenvolver hipersensibilidade.

Quais são os sintomas que caracterizam desgastes nos dentes?

Ao sofrer com dentes desgastados, os primeiros sintomas podem ser notados na estética deles. Isso porque, com o desgaste do esmalte, a tendência é que o seu sorriso seja afetado por manchas de tons amarelados.

Quando o problema está se repetindo há algum tempo, podem ocorrer pequenas fissuras que deixam os dentes com tamanhos irregulares. Inclusive, pode haver o encurtamento do dente e desalinhamento. Sem falar que você também pode sentir hipersensibilidade. Isso significa que poderá ter um grande desconforto ao tomar água gelada, por exemplo.

Quais são as causas de dentes desgastados?

São vários os fatores que podem desencadear dentes desgastados, que vão desde maus hábitos até questões emocionais. Descubra algumas das causas que prejudicam a estrutura dos seus dentes.

Bruxismo

É o hábito de apertar e ranger os dentes, que pode ser noturno ou diurno. Ele causa o desgaste intenso do esmalte e da dentina, que é a parte mineralizado do dente e que está revestida pelo esmalte. Um dos maiores desencadeadores do bruxismo é o estresse, logo, esse problema também precisa de um tratamento emocional.

Gastrite

Sofrer com refluxo ou vômito frequente são condições que provocam a erosão química dos dentes, o que se deve ao líquido altamente ácido que sobe do estômago. Esse caso necessita de tratamento em parceria com um gastroenterologista e mudanças na alimentação.

Uso do cigarro

Deixar os dentes amarelados é um dos maiores efeitos do cigarro nos dentes, mas não é só isso, pois as suas toxinas prejudicam a circulação do sangue nas gengivas, enfraquecendo os dentes.

Vale ressaltar que o cigarro também altera o pH da boca, o que facilita o desenvolvimento de cáries e pode provocar periodontite e câncer bucal.

Escovação inadequada

Mesmo o simples ato de escovar os dentes tem que ser feito com cautela, já que, quando é realizado de maneira incorreta, pode danificá-los. A escovação com excesso de pressão e de forma persistente pode acarretar a perda de estrutura dental, principalmente nos dentes caninos ou pré-molares.

Nesse contexto, os dentes vão se desgastando gradualmente, iniciando pela camada mais externa do esmalte até resultar em alterações na cor do dente.

Alimentos ácidos

Os alimentos ácidos, como tomate, sucos de frutas cítricas, refrigerantes, vinhos e vinagres podem enfraquecer e desgastar o esmalte dos dentes, sendo responsáveis pela desmineralização, que faz com que você sinta sensibilidade e dor. Para evitar o problema, o mais recomendado é fazer uma boa higiene bucal após consumir esses alimentos.

Como prevenir o desgaste nos dentes?

Com alguns cuidados, você pode impedir que esse problema aconteça. Em primeiro lugar, jamais use os seus dentes como ferramentas, como para abrir tampas de garrafas, pois isso pode gerar atritos e quebras.

Outra medida importante é prestar atenção na sua alimentação. Se a sua dieta tem muitos alimentos ácidos, o mais recomendado é diminuir o consumo ou trocá-los por alimentos mais saudáveis e benéficos para os seus dentes.

Quais são os tratamentos mais indicados?

Ao perceber que os seus dentes estão desgastados, procure um dentista. De acordo com o estado em que eles estão, esse profissional vai indicar o tratamento mais adequado.

Para dentes desgastados em estágio inicial, o tratamento mais indicado é a restauração com resina composta. É a alternativa mais rápida e em conta. As lentes de contato também são recomendadas para os casos mais leves, ajudando a recuperar a harmonia do sorriso.

Se os desgastes estão avançados, pode-se tratá-los com porcelana, que vai substituir as falhas provocadas pela fragmentação do dente. Mais do que mudar os seus hábitos, os dentes desgastados devem ser tratados com um dentista especializado, que consiga recuperar não só a estética, mas o funcionamento ideal do dente, o que traz mais autoconfiança e qualidade vida.

Fazer um plano odontológico é o primeiro passo para conservar a saúde e a beleza dos seus dentes. Ao realizar uma cotação, você pode escolher o plano que mais se adeque às suas necessidades, tendo acesso regular ao dentista por um valor que caiba no seu bolso.

Precisa de ajuda para contratar um bom plano odontológico? Entre em contato com a Bannet e veja como é fácil cuidar da sua saúde bucal!

TRATAMENTOS ODONTOLÓGICOSPowered by Rock Convert
Bannet
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Bannet

Redefinimos a forma como os consumidores se conectam às empresas Somos uma Máquina Automática de Geração de Leads para empresas que querem aumentar sua captação de clientes. Temos os recursos que você precisa para receber, distribuir e mensurar sua performance.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas:

Faça um orçamento: