Ir para o conteúdo
Crianças Motivos Para Contratar Planos Odontológicos Saúde Bucal

Por Que Os Médicos Recomendam Guardar Os Dentes De Leite?

Leitura: 4 min
697 visualizações

Há alguns anos as mamães tinham o hábito de guardar os dentes de leite dos filhos conforme iam sendo substituídos pelos definitivos. O que costumava ser apenas mais uma lembrança da infância hoje é uma prática altamente recomendada pelos médicos. O plano odontológico pode ter um papel fundamental nesse processo.

Na verdade, os dentes de leite contém células-tronco mesenquimais que podem até mesmo salvar a vida do seu filho no futuro. Elas são justamente aquelas células que têm a capacidade de se diferenciar em tecidos distintos.

Ou seja, as células contidas na polpa dos dentes de leite podem originar tecidos como cartilagens, músculos e ossos. Em alguns países elas já são usadas na reparação e regeneração de tecidos dentais, como acontece no tratamento de lábio leporino, por exemplo.

Veja como o plano odontológico pode ajudar!

Dentes de leite: células-tronco podem salvar vidas

Assim, um número cada vez maior de mamães e papais têm trocado a caixinha no armário ou a lata de lixo pelas clínicas de criogenia para congelar os dentes de leite. E, ao que tudo indica, o uso das células-tronco mesenquimais dos dentes de leite promete ir muito mais além.

Estudos que indicam que, além do grande potencial de proliferação, elas poderiam melhorar a qualidade de vida de pessoas com doenças como Alzheimer e Mal de Parkinson. No entanto, é preciso frisar que ainda não há comprovação científica a respeito.

Além disso, as células-tronco podem ser utilizadas no tratamento de diversas doenças, como diabetes e lúpus. Por isso, quando você armazenar os dentes de leite do seu filho, na verdade pode estar salvando a vida dele no futuro, caso seja necessário.

Armazenamento precisa ser especializado

Para terem utilidade, no entanto, o armazenamento dos dentes de leite precisa ser especializado.

No próprio corpo, as células-tronco acabam envelhecendo, expostas a infecções de bactérias e vírus. Há ainda o risco natural de mutações no seu DNA. Por isso, apesar de os dentes adultos também conterem essas células-tronco, eles não são utilizados.

Nos dentes definitivos as células-tronco já estão envelhecidas e menor quantidade. Com isso, os procedimentos para seu aproveitamento são mais complicados. Com a criogenia as células jovens são preservadas como no momento de sua coleta.

Apesar de o cordão umbilical também ser uma grande fonte de células-tronco, o processo de criogenia é mais complicado e caro. Com isso, os dentes de leite se tornaram uma boa opção para quem não fez a coleta do cordão umbilical na hora do nascimento. Basta esperar que caiam naturalmente para fazer seu congelamento.

Criança sorrindo

Como é feito o armazenamento

A polpa dos dentes de leite fica congelada a uma temperatura de -196ºC e pode permanecer assim por tempo indeterminado. A criogenia, no entanto, só pode ser feita em um centro autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Assim, quando perceber que o dente de leite está começando a amolecer, o ideal é fazer a extração com um dentista do plano odontológico. É importante que o local esteja bem higienizado, o que nem sempre é possível quando a remoção é feita em casa.

Depois de removido, o dente de leite deve ser colocado em um tubo e permanecer refrigerado até chegar ao laboratório. Lá ele será mantido em hidrogênio líquido.

No entanto, é bom ressaltar que a técnica ainda não é 100% aprovada pela comunidade acadêmica. Artigos como “Coleta e cultura de células-tronco obtidas da polpa de dentes decíduos: técnica e relato de caso clínico”, de Alan Araújo de Jesus, relatam que ainda há necessidade de pesquisas mais profundas.

Seu filho não tem plano odontológico ainda? Faça uma cotação online e converse com um vendedor especializado. Ele indicará o melhor planos de acordo com a idade do seu filho!

Entenda Qual é O Melhor Plano Odontológico Para VocêPowered by Rock Convert

Recomendado para você:

Postagens mais vistas:

Faça um orçamento: